Example: bankruptcy

Estudos da CNBB - 107 - diocesejaboticabal.org.br

Estudos da CNBB - 107. Cole o Estudos da CNBB. 96 - Deixai-vos Reconciliar 97 - Inicia o Vida Crist : Um Processo de Inspira o Catecumenal 98 - Quest es de Bio tica 99 - Igreja e Quest o Agr ria no in cio do S culo XXI. 100 - Mission rios(as) para a amaz nia 101 - A Comunica o na vida e miss o da Igreja no Brasil 102 - O segmento de Jesus Cristo e a A o Evangelizadora no mbito Universit rio 103 - Pastoral Juvenil no Brasil - Identidade e Horizontes 104 - Comunidade de Comunidades: Uma nova Par quia 105 - A Igreja e as Comunidades Quilombolas 106 - Orienta es para projeto e constru o de Igrejas e disposi o do Espa o Celebrativo 107 - Crist os Leigos e Leigas na Igreja e na Sociedade CONFER NCIA NACIONAL DOS BISPOS DO BRASIL.

Coleção Estudos da CNBB 96 - Deixai- vos Reconciliar 97 - Iniciação à Vida Cristã: Um Processo de Inspiração Catecumenal 98 - Questões de Bioética

Information

Domain:

Source:

Link to this page:

Please notify us if you found a problem with this document:

Other abuse

Transcription of Estudos da CNBB - 107 - diocesejaboticabal.org.br

1 Estudos da CNBB - 107. Cole o Estudos da CNBB. 96 - Deixai-vos Reconciliar 97 - Inicia o Vida Crist : Um Processo de Inspira o Catecumenal 98 - Quest es de Bio tica 99 - Igreja e Quest o Agr ria no in cio do S culo XXI. 100 - Mission rios(as) para a amaz nia 101 - A Comunica o na vida e miss o da Igreja no Brasil 102 - O segmento de Jesus Cristo e a A o Evangelizadora no mbito Universit rio 103 - Pastoral Juvenil no Brasil - Identidade e Horizontes 104 - Comunidade de Comunidades: Uma nova Par quia 105 - A Igreja e as Comunidades Quilombolas 106 - Orienta es para projeto e constru o de Igrejas e disposi o do Espa o Celebrativo 107 - Crist os Leigos e Leigas na Igreja e na Sociedade CONFER NCIA NACIONAL DOS BISPOS DO BRASIL.

2 CRIST OS LEIGOS. E LEIGAS NA IGREJA. E NA SOCIEDADE. Sal da Terra e Luz do Mundo (cf. Mt 5,13-14). 52 Assembleia Geral Aparecida - SP, 30 de abril a 9 de maio de 2014. Crist os Leigos e Leigas na Igreja e na Sociedade Sal da Terra e Luz do Mundo (cf. Mt 5,13-14). 1 Edi o - 2014. Diretor Editorial: Mons. Jamil Alves de Souza Revis o: Antonio Bicarato Projeto Gr fico, Capa: Edi es CNBB. Diagrama o: Henrique Billygran da Silva Santos C748c Confer ncia Nacional dos Bispos do Brasil / Crist os Leigos e Leigas na Igreja e na Sociedade Sal da Terra e Luz do Mundo (cf. Mt 5,13-14). Edi es CNBB.

3 2013. 132 p. : 14 x 21 cm ISBN: 978-85-7972-335-3. 1. Carta Enc clica Desenvolvimento Humano Caridade Leigos e Leigas Igreja;. 2. Bento XVI Mensagem A o Cat lica Desdobramento Reflex o Voca o;. 3. Documentos Pontif cios Organiza o Crist os Luz Exorta o Christifideles;. 4. Episcopado Latino Americano Santo domingo Documento Aparecida Leigos;. 5. Diretrizes Pastoral Comunh o Miss o Igreja Povos Evangeliza o Brasil;. 6. Assembleia Geral CNBB Direito Can nico Comp ndio do Vaticano II Minist rios. CDU: Nenhuma parte desta obra poder ser reproduzida ou transmitida por qualquer forma e/ou quaisquer meios (eletr nico ou mec nico, incluindo fotoc pia e grava o) ou arquivada em qualquer sistema ou banco de dados sem permiss o da CNBB.

4 Todos os direitos reservados . Edi es CNBB. SE/Sul Quadra 801 - Cj. B - CEP 70200-014. Fone: (61) 2193-3019 - Fax: (61) 2193-3001. E-mail: SUM RIO. APRESENTA O ..7. SIGLAS ..11. INTRODU O ..15. 1. Marco hist rico-eclesial dos leigos e leigas ..15. 2. O mundo na Igreja e a Igreja no mundo ..16. 3. Povo de Deus em miss o: di logo e servi o ..19. 4. O crist o leigo numa Igreja em sa da ..21. 5. Perspectiva do documento: crist o leigo como sujeito eclesial ..23. CAP TULO I. O Mundo Atual: Esperan as e Ang stias ..25. 1. A inser o e o discernimento dos crist os no mundo ..25. 2. O mundo 3.

5 Caracter sticas do mundo globalizado ..32. 4. Consequ ncias socioculturais do mundo globalizado ..37. 5. As tend ncias eclesiais ..40. 6. Alguns discernimentos necess rios ..42. CAP TULO II. O Sujeito Eclesial: Cidad os, Disc pulos Mission rios ..49. 1. O crist o como sujeito ..49. 2. O sujeito eclesial e a 3. Natureza e miss o dos crist os leigos e 4. A Igreja comunh o de diversidades ..67. 5. A Igreja na sociedade ..77. CAP TULO III. A A o Tranformadora na Igreja e no Mundo ..91. 1. Significados e crit rios da a o do sujeito crist o na Igreja e no mundo ..93. 2. A organiza o do laicato.

6 97. 3. Presen a, organiza o e articula o dos leigos no Brasil ..103. 4. A forma o do 114. 5. Alguns indicativos de a es pastorais ..122. REFER NCIAS ..129. Estudos da CNBB - 107. A P R E S E N TA O. Todos n s fomos batizados no mesmo Esp rito, para formarmos um s corpo . (1 Cor 12,13). A Igreja Povo de Deus! um todo, n o segundo a carne, mas no Esp rito Santo (cf. LG, n. 9). O Povo onde todos os mem- bros visibilizam a comunidade de f , esperan a e amor, por meio da qual difunde em todos a verdade e a gra a (LG, n. 8). Povo de Deus, comunidade, que a papabilidade do Reino de Deus e o an ncio de sua plena realiza o.

7 A Igreja uma realidade fundada num s Senhor, numa s f , num s Batismo (Ef 4,5). Assim, comum a dignidade dos membros, pela regenera o em Cristo; comum a gra a de filhos, comum a voca o perfei o; uma s salva o, uma s . esperan a e uma caridade indivisa. Nenhuma desigualdade, portanto, em Cristo e na Igreja, por motivo de ra a ou de na o, de condi o social ou de sexo, porque n o h judeu nem grego, escravo nem homem livre, homem nem mulher: com efeito, em Cristo Jesus, todos v s sois um' (Gl 3,28; cf. Cl 3,11) (LG, n. 32). 7. Crist os Leigos e Leigas na Igreja e na Sociedade O Povo sacerdotal formado pelos disc pulos de Cristo que, unidos na ora o, na caridade fraterna, na medita o da palavra e na fra o do P o, sabem dar testemunho de Cristo em toda a parte, e queles que pedirem deem a raz o da espe- ran a da vida eterna que neles habita (cf.)

8 1Pd 3,15) (LG, n. 10). A Igreja vive e dinamizada por uma variedade de minist - rios, carismas e servi os. A Igreja particular visibiliza essa riqueza de dons. Como lembra o Conc lio Ecum nico Vaticano II: o sa- cerd cio comum dos fi is e o sacerd cio ministerial ou hier rqui- co, embora se diferenciem essencialmente e n o apenas em grau, ordenam-se mutuamente um ao outro; pois um e outro partici- pam, a seu modo, do nico sacerd cio de Cristo (LG, n. 10). O texto que apresentamos busca retomar e aprofundar a participa o dos leigos e leigas na Igreja. Uma Comiss o preparou um texto que foi refletido e aprofundado durante a 52 Assembleia Geral dos Bispos do Brasil-CNBB, celebrada em Aparecida de 30 de abril a 9 de maio do corrente ano.

9 Esse texto recebeu a aprova o para ser um texto de estudo. Ele agora ser estudado nas nossas Igrejas particulares, nas nossas comunidades, grupos e movimentos. Poderemos enviar as nossas contribui es para a Comiss o atrav s do en- dere o eletr nico: Temos uma participa o extraordin ria dos leigos na Igre- ja. Mulheres e homens que ajudam na constru o do Reino da verdade e da gra a, do amor e da paz; que assumem servi os e minist rios que tornam a Igreja consoladora, samaritana, prof - tica, servi al, maternal. 8. Estudos da CNBB - 107. Todo o Povo de Deus, leigos, vida consagrada, di conos, presb teros e bispos, caminhando para a realiza o da plenitu- de do Reino.

10 Maria, que nos deu Jesus, nos ajude a todos que somos Igreja a darmos luz Cristo Jesus. Bras lia, 22 de maio de 2014. Mem ria de Santa Rita de C ssia + Leonardo Ulrich Steiner Bispo Auxiliar de Bras lia Secret rio Geral da CNBB. 9. Estudos da CNBB - 107. SIGLAS. AA Apostolicam Actuositatem, Decreto sobre o Apostola- do dos Leigos Conc lio Vaticano II. AC A o Cat lica AG Ad Gentes, Decreto sobre a Atividade Mission ria da Igreja Conc lio Vaticano II. ANOPD Assembleia Nacional dos Organismos do Povo de Deus CDC C digo de Direito Can nico CEBs Comunidades Eclesiais de Base CEFEP Centro Nacional de F e Pol tica Dom H lder C mara.


Related search queries