Example: bachelor of science

PIPERINA - Florien

PIPERINA . Nome cient fico: Piper nigrum L. Sinon mia cientifica: N/A. Nome popular: Pimenta preta, pimenta do reino Fam lia: Piperaceae Parte Utilizada: Fruto Composi o Qu mica: 98% de PIPERINA (1-piperoylpeperdine alcaloide). Outros componentes como, retinol (vitamina A), cido asc rbico (vitamina C), ferro, pot ssio, terpenos, flavonas, cumarina, pironas, flavon ides, fenilpropan ides, cromenos, etc. Formula molecular: N/A Peso molecular: N/A. CAS: N/A. DCB: N/A. DCI: N/A. A pimenta preta (Piper nigrum) origin ria do sudeste asi tico, apresenta infloresc ncia em forma de espiga, chamada amentilho, e composta de pequenas flores desprovidas de c lice e corola.

irritação no sistema digestivo e irritar e piorar quadros inflamatórios se consumida em excesso por esses pacientes. Dosagem e Modo de usar:

Information

Domain:

Source:

Link to this page:

Please notify us if you found a problem with this document:

Other abuse

Transcription of PIPERINA - Florien

1 PIPERINA . Nome cient fico: Piper nigrum L. Sinon mia cientifica: N/A. Nome popular: Pimenta preta, pimenta do reino Fam lia: Piperaceae Parte Utilizada: Fruto Composi o Qu mica: 98% de PIPERINA (1-piperoylpeperdine alcaloide). Outros componentes como, retinol (vitamina A), cido asc rbico (vitamina C), ferro, pot ssio, terpenos, flavonas, cumarina, pironas, flavon ides, fenilpropan ides, cromenos, etc. Formula molecular: N/A Peso molecular: N/A. CAS: N/A. DCB: N/A. DCI: N/A. A pimenta preta (Piper nigrum) origin ria do sudeste asi tico, apresenta infloresc ncia em forma de espiga, chamada amentilho, e composta de pequenas flores desprovidas de c lice e corola.

2 Os frutos s o globosos, pequenos e indeiscentes, apresentando cor verde-escuro quando imaturos adquirindo colora o vermelha quando maduros. As sementes da Piper nigrum encerram uma resina, qual se devem seu sabor picante e um leo essencial de cheiro muito ativo com alto teor de uma subst ncia chamada PIPERINA , a qual um alcal ide e constituinte majorit rio, possui v rias atividades biol gicas, incluindo inseticida, nematicida e antiparasit ria. As pimentas, de modo geral, possuem papel nutricional e medicinal que atualmente s o consideradas como alimentos funcionais. Indica es e A o Farmacol gica Al m do uso como condimento e na preserva o de carnes em ind strias de conservas, as sementes da pimenta preta tamb m s o utilizadas como t nico, sudor fero e estimulante.

3 A PIPERINA o alcal ide majorit rio da planta e exerce efeito terap utico de promover a o efetiva sobre o sistema imunol gico, como no caso de doen as que levam a imunossupress o, como a quimioterapia e radioterapia no tratamento de c ncer.. reconhecido por apresentar atividade citot xica, anti-inflamat ria, antipir tica, analg sica, antioxidante, antitumoral, antif ngico e bactericida. A PIPERINA um estimulante natural e interv m na absor o de sel nio, vitamina B e b-caroteno. Tem sido utilizada no tratamento de atletas e idosos cuja capacidade de absorver nutrientes deficiente. Piper nigrum vem sendo empregada no tratamento de diversas doen as como, asma, bronquite, diarreia, ins nia, gonorreia, c lica menstrual, tuberculose e artrite.

4 Estudos cient ficos t m mostrado que a mistura da Piper nigrum L. com coentro, a afr o, pimenta vermelha e cominho, consumida como alimenta o, estimula a l pase pancre tica e ajuda de modo acentuado no fluxo e secre o de cidos biliares. Estudos cl nicos demonstraram que o consumo de PIPERINA associado com o curcumin (Curcuma longa L.), aumentou significativamente a concentra o de soro, grau de absor o e biodisponibilidade de at (2000%) (da segunda esp cie citada) em humanos que fizeram o uso. Toxicidade/Contraindica es Pacientes com gastrite ou lcera gastroduodenal, pancreatite, hemorr idas e hipertens o arterial, n o devem fazer uso sem orienta o m dica, pois pode causar irrita o no sistema digestivo e irritar e piorar quadros inflamat rios se consumida em excesso por esses pacientes.

5 Dosagem e Modo de usar: - Pimenta do reino p : dose usual de 15 mg at tr s vezes ao dia. - PIPERINA Extrato Seco 98%: 20mg, uma vez ao dia. Refer ncias Bibliogr ficas CARNEVALLI, D. B; et al. Atividade Biol gica da Pimenta Preta (Piper nigrum L.): Revis o de Literatura. UNICI NCIAS, v. 17, n. 1, p. 41-46, 2013. GARCIA, J. et. al., SUPERA O DE DORM NCIA EM SEMENTES DE PIMENTA- DO-REINO (Piper nigrum L.). Pesquisa Agropecu ria Tropical, , , p. 51-54, 2000. SHOBA, G. et al. Influence of piperine on the pharmacokinetics of curcumin in animals and humans volunteers. Planta Med (64) 1998.


Related search queries